Chefs mineiros levam à China tradição gastronômica do Estado

Por meio da Frente da Gastronomia Mineira (FGM), três chefs mineiros foram selecionados para a missão de empresários à China com vistas a promover a cultura gastronômica do Estado. Realizada pela Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (INDI), a missão levou a tradição da culinária mineira às cidades limítrofes Xangai e Kunshan, entre os dias 13 e 19 de maio de 2017.

A agenda de trabalho dos chefs indicados Edson Puiati, Gabriel Trillo e Luca Bahia estava voltada à participação em duas feiras estratégicas no território chinês. A China Import Expo (CIE), focada em importações, em Kunshan, e a SIAL China, de alimentos e bebidas, em Xangai. A participação nas mostras foi capaz de mover oportunidades de negócios para os produtos da gastronomia mineira e promover a imagem de Minas Gerais como destino de investimentos, turismo e comércio exterior.

Sendo o quarto Estado mais extenso do país, Minas acumula múltiplas expressões culturais, que receberam lugar de destaque no evento de negócios. “A cultura alimentar mineira é muito complexa em razão da nossa extensão territorial. Nossa responsabilidade é levar essa diversidade aos chineses, não apenas no que se refere à gastronomia, mas também ao que toca a esfera cultural que lhe é inerente. Queremos levar essa energia e a alma do povo mineiro para o outro lado do mundo”, declara o coordenador de gastronomia do Centro Universitário UNA, chef Edson Puiati.

“A Frente busca exatamente isto: a valorização e promoção dos produtos e modos de fazer tradicionais de Minas. Colocamos o tema na agenda das políticas públicas do Estado para que possamos gerar impactos positivos em prol do setor”, esclarece o coordenador da FGM, Agostinho Patrus Filho.

A missão apresentou-se como um campo fértil para a ampliação da exportação de bebidas e alimentos produzidos em Minas Gerais. “O sucesso desse empreendimento certamente definirá os próximos projetos. É uma alternativa para tornar internacionalmente visíveis alimentos próprios do Estado”, destaca a presidente do INDI, Cristiane Amaral Serpa.

A missão teve uma delegação de cerca de 30 pessoas, composta por representantes do governo estadual mineiro, INDI e Federação de Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG). Agregou também a comissão de empresários mineiros de regiões e portes diversos, principalmente aqueles ligados ao setor alimentício.

 

Frente da Gastronomia Mineira(FGM)

Valorizar a gastronomia mineira em todos os cantos do país e do mundo. Esse é o objetivo central da Frente da Gastronomia Mineira, um fórum participativo que reúne esforços pela defesa, preservação e promoção da cultura gastronômica do Estado. Coordenada por Agostinho Patrus Filho, o grupo está voltado à articulação, comunicação e influência do setor por meio da formulação de políticas de promoção da cultura de Minas Gerais.

 

Edson Puiati 

Mineiro de Barbacena e descendente de italianos, Edson Puiati é formado em Administração de Empresas com especializações em gestão educacional e segurança alimentar. Foi professor de qualificação profissional do curso de Cozinheiro e de pós-graduação em Hotelaria no Hotel Senac Grogotó, coordenador de alimentos e bebidas e gerente da mesma hospedaria ao longo de 20 anos. Participou da produção do livro “Sabores e Cores das Minas Gerais” de Maria Stella Libânio Christo. Recentemente implantou o curso de gastronomia no Centro Universitário UNA, onde é coordenador e professor. É um dos mais importantes estudiosos e pesquisadores da culinária mineira, além de notável defensor dos produtos da terra e do modo de fazer das quitandas e dos quitutes mineiros.

 

Gabriel Trillo

De carreira respeitosa, Gabriel Trillo traz sempre algo inovador em suas receitas. Traduz em seus pratos a essência da culinária mineira, mantendo a simplicidade sem, contudo, perder o charme da alta cozinha internacional. O chef é graduado em Administração de Empresas e pós-graduado em Gestão de Custos. Com passagem pelo D.O.M Restaurante, de Alex Atala, Trillo chefiou o Hotel Ouro Minas, o restaurante Verano e outros de reputação em Belo Horizonte. Foi instrutor de cozinha pelo SENAC-MG, onde capacitou diversos profissionais. Inspirado pelo jeitinho mineiro de receber bem as pessoas, Trillo montou, em 2016, o Restaurante Omília, que oferece o melhor da cozinha mineira de vanguarda. Comida saborosa que aproxima o antigo do contemporâneo

 

Luca Bahia

Com experiência de longa data, Luca Bahia despertou interesse pela culinária ainda em casa, sob a influência da mãe, Bernadette Bahia Mascarenhas, chef respeitada e conhecida nacionalmente. Por 10 anos, Luca foi sócio-proprietário do Chez Dadette, restaurante especializado em comida franco-ítalo-brasileira. De 2005 a 2007, chefiou o restaurante Casa Bernardi, no qual desenvolveu cardápio de sucesso. Há 17 anos educando, atualmente possui dez turmas de gastronomia. Comanda o Buffet Chez Dadette, realiza diversos eventos e presta consultoria gastronômica para outras empresas. Chegou há pouco da Venezuela, ao convite da França, para representar o Brasil no evento Goût de France 2017, tendo sido o único chef brasileiro convidado para o evento.